Praia

Idiomas

Portuguese English French German Italian Japanese Polish Romanian Spanish
Open Translate

SITE POUSADA VILLA NINA – PRAIAS

 

 praias da Ilha

 

 Com 130 km de costa, a Ilha oferece 42 praias de diferentes estilos. A maioria das praias oferecem boa infraestrutura para atender bem seus visitantes.

 

 

 

 

 

PRAIA DA ARMAÇÃO

Foto: Emerson Soledade

Distante 12 km da balsa em direção norte, logo depois da praia do Pinto, a praia da Armação é o point dos praticantes de wind e kitesurf. Com 350 metros de extensão, abriga uma charmosa igrejinha - a Capela Imaculada Conceição, além de barcos de pescadores.

Point de windsurfistas e kitesurfistas, nesta praia fica a sede da Associação de Windsurf de Ilhabela, onde há um barzinho, banheiros e chuveiros. Há também, ali, uma escola de esportes náuticos.

Em sua ponta esquerda, uma trilha leva a uma calçada que conduz até a praia do Pinto. Na ponta que separa as duas praias, um pequeno pier vale uma parada e um mergulho.

Com ótima infraestrutura, o local conta com bares, restaurantes e quiosques. Boa opção para todas as idades.

 

 

PRAIA DA BARRA VELHA

Foto: Emerson Soledade

É nesse reduto caiçara que a balsa aporta, vinda de São Sebastião. Aqui são vistos sempre alguns barcos de pesca. Com a maré baixa, o local é propício para a coleta de vôngole, um molusco de carne muito apreciada.

 

 

PRAIA DA CAVEIRA

Praia que fica do lado leste de Ilhabela, ao sul da Serraria. O acesso é feito apenas de barco, e é indicado seguir bem pelo meio da baía, atravessando a arrebentação, porque em ambos os cantos há grandes pedras submersas.

Além desses parcéis, a vegetação submersa também atrai muitos peixes. É um ótimo local para a prática do mergulho.

 

 

PRAIA DA FEITICEIRA*

Aqui ao sul do arquipélago, distante 6 quilômetros da balsa, a praia da Feiticeira é uma das mais famosas de Ilhabela.

Essa praia de 250 metros de areia grossa em formato de tombo é procurada por quem deseja sossego. Duas cachoeiras desaguam entre a praia e a costeira ao sul.

Antigamente, o local abrigava um engenho, na Fazenda São Matias. Um casarão em estilo colonial ocupa toda a ponta esquerda da praia.

O acesso à praia se dá passando pelo casarão e por uma cachoeira artificial que deságua na praia, construída pelos antigos donos da fazenda. O mar calmo e claro também é propício para os praticantes de mergulho.

PRAIA DA FIGUEIRA

Este pequeno paraíso se esconde atrás da ilhas das Galhetas, no lado leste de Ilhabela.

Com 300 metros de areia fina e branca, tem águas, tranquilas e transparentes e muitas árvores. Em sua ponta esquerda, uma casa em estilo de fazenda colonial com um quiosque de sapé e uma casinha de pescadores dão mais charme ao local.

 

 

PRAIA DA FOME

No norte de Ilhabela, entre o Jabaquara e o Poço, a belíssima e calma praia da Fome é famosa por ser ideal para a prática de mergulho.

Com uma boa faixa de areia clara, muitas árvores e mar calmo, pode-se ver algumas casas de pescadores que costumam deixar seus barcos atracados no mar.

É uma excelente opção para os praticante do mergulho livre.

 

 

PRAIA DA GARAPOCAIA E PEDRAS DO SINO

Foto: Emerson Soledade

 

Mais conhecida como “Pedra do Sino”, é uma das maiores atrações de Ilhabela, pois existe uma lenda relacionada com as formações rochosas que existem no local.

Entre a praia da Siriúba e a praia do Pinto, a praia abriga lendas que justificam seu nome, indígena. Quando suas pedras são batidas, emitem o som metálico de sino. Uma passarela leva às pedras principais.

A faixa de areia, de 200 metros de extensão, é coberta por enormes palmeiras e coqueiros, e o mar é tranqüilo e raso. Ao sul, existe um ribeirão que deságua no mar.

Possui infraestrutura, de bar, e restaurante.

 

 

Lenda das Pedras do sino

As Pedras do Sino ficam na praia da Garapocaia, que tem 300 metros de extensão e está localizada a 4,1 quilômetros, ao norte da Vila, ao lado da estrada principal. Nessa praia há uma passarela que leva o visitante às pedras principais que, ao serem golpeadas, emitem diferentes sons de sinos.

Segundo uma das lendas sobre as Pedras do Sino, ao amanhecer de um dia no século XVII, surgiu uma caravela de piratas rumando à Ilha de São Sebastião. A população ainda dormia. Quando os piratas estavam prontos para abrir fogo contra um dos povoados da ilha, ouviram o barulho dos sinos. O som despertou o povo que, rapidamente, se preparou para receber os inimigos.

E foi nesse momento, ainda segundo a lenda local, surgiu um guerreiro que tomou o comando. Era São Sebastião.

Com os piratas expulsos e paz retomada, o moradores quiseram saber onde estavam os sinos já que não eram os sinos da Igreja da Praia da Armação. Ninguém sabia explicar, exceto os índios que exclamavam “garapocaia, garapocaia”, apontando para as pedras da praia que hoje leva esse nome.

De águas calmas, areia branca, coqueiral, ondas pequenas e mar raso tornam a praia de Garapocai um dos tesouros do arquipélago de Ilhabela.

 

 

PRAIA DA GUANXUMA

Para chegar até lá, é preciso ir de barco. Com apenas 60 metros de areia branca, a pequena Guanxuma (a menor de Ilhabela) fica ao norte do Saco do Eustáquio.

Nessa praia de águas calmas e transparentes, a vida marinha é muito rica, com corais, ouriços e peixes. Lá, mora também uma tradicional comunidade de caiçaras.

 

 

PRAIA DA PACUÍBA

Para chegar à Pacuíba, é preciso percorrer 3,5 quilômetros de estrada de terra em um terreno pouco acidentado. Está 17 quilômetros ao norte da balsa, entre a praia da Armação e a do Jabaquara.

É lá que se encontra um dos mais importantes sítios arqueológicos de Ilhabela.

Pequena, possui uma estreita faixa de areia com muitas pedras. Também é muito procurada para pesca e mergulho. Estacionamento fácil na estrada.

PRAIA DA PONTA AZEDA

A pequena Ponta Azeda fica a quase 5 quilômetros da Vila, ao norte, entre a Pedra do Sino e a Praia do Pinto. A única maneira de chegar até ela é pelo canto esquerdo da Praia do Pinto.

Com aproximadamente 150 metros de extensão, tem águas claras e tranquilas e boas condições para esportes náuticos.

 

 

PRAIA DA SERRARIA

Foto: Ronald Kraag

 

Com um mar calmo azul e uma larga faixa de areia clara, Serraria é uma boa opção para quem quer tranquilidade. Casas de pescadores e muitas árvores dão mais vida ao local.

O acesso é realizado apenas por barco.

Uma pequena comunidade tradicional caiçara vive no local.

 

 

PRAIA DA SIRIÚBA

A 8 quilômetros ao norte da balsa, entre a praia do Viana e a Garapocaia, com coqueiros que separam a larga faixa de areia da estrada, Siriúba tem 550 metros de extensão.

Em seu canto direito, sobre as pedras, está a Capela Siriúba, construída em 1931. Em frente a praia está a antiga Fazenda Siriúba, hoje propriedade particular.

O local conta ainda conta com infraestrutura de bar aos banhistas e visitantes.

 

 

PRAIA DA VILA

Foto: Ronald Kraag

 

No centro da cidade de Ilhabela, a praia da Vila é uma opção para quem quer unir o útil ao agradável, fazer compras, passear e ao mesmo tempo curtir a diversificada gastronomia local.

A Vila é o centro histórico da ilha, e reúne uma mistura do antigo e do moderno, dando um charme especial à paisagem.

 

 

PRAIA DAS ENCHOVAS

É no lado sul da Ilha que fica a enseada de Enchovas, um dos locais mais bonitos de toda a Ilha, onde é possível chegar após 50 minutos de caminhada a partir da praia do Bonete ou de barco, contornando a ponta da Sepituba, passando pelo Bonete.

Com 400 metros de areias grossas e amareladas, e muitas pedras roliças. Um rio deságua em sua ponta direita, pouco antes dos paredões de pedra que formam a costeira desde a ponta de Enchovas.

 

 

PRAIA DAS PEDRAS MIÚDAS

Foto: Reginaldo Pupo

 

Esta é a praia que fica bem em frente à Ilha das Cabras, às margens da estrada que leva ao sul da Ilha e apenas 2 quilômetros de distância da balsa. Seu principal atrativo, é o Santuário Ecológico da Ilha das Cabras – criado em 1992 – estabeleceu uma reserva ao redor da Ilha das Cabras, um dos melhores locais para mergulho e observação de peixes em toda a Ilha.

O mergulho de snorkel ou cilindro permite a contemplação de grande variedade de cardumes, corais, estrelas do mar, anêmonas e uma infinidade de outras formas de vida multicoloridas. Além da vida natural, outro atrativo submarino é a estátua de Netuno, a 5 metros de profundidade, formando um recife artificial.

Não nessas que normalmente são realizados os batismos dos cursos de mergulho para iniciantes, e de onde os mergulhadores saem para suas aventuras subaquáticas.

Além da areia branca e da água cristalina, a praia conta com bares e restaurantes que servem frutos do mar fresquinhos.

 

 

PRAIA DE BARREIROS

Foto: Emerson Soledade

 

Cercada por coqueiros, esta praia linda e tranqüila, está localizada a 7,5 km da balsa, ao norte da Vila. Com aproximadamente 600 m de extensão, é uma das maiores praias voltadas para o continente.

Na antiga ponte ali localizada, deteriorada pela ação do tempo, ainda é possível ver as trilhas dos pequenos vagões usados para o transporte de gelo e peixes na década de 60.

Antes da chegada a praia, um belvedere no caminho proporciona uma bela vista do canal de São Sebastião.

Por causa do seu mar calmo, é muito indicada para a prática de esportes náuticos.

 

 

PRAIA DE CASTELHANOS

Foto: Gabriel Castaldini

 

Localizada a leste, na Baía dos Castelhanos, esta é a maior praia de Ilhabela, com mais de 1,5 quilômetro de extensão. É possível acessá-la por mar e por terra, a pé, a cavalo, de bicicleta ou em veículo 4x4, por uma trilha de 22 quilômetros que cruza a exuberante Mata Atlântica protegida pelo Parque. De lancha, está a cerca de 1 hora a partir da praia do Perequê.

Para os adeptos do surf, o mar normalmente agitado oferece boas ondas. O mar é também excelente para quem gosta de mergulhar.

Na ponta direita, a pequena ilha da Lagoa, muito próxima da praia, oferece um charme a mais ao local, e de lá parte a trilha que leva a Praia Mansa e Vermelha.

Já do canto do Ribeirão, parte a trilha da Cachoeira do Gato, de 2 quilômetros, que leva até uma belíssima cachoeira com 80 metros de altura e também ao Mirante do Canto do Gato.

Ainda como parte do cenário, um rio deságua em cada extremidade da praia.

Nesta praia vivem seis comunidades tradicionais caiçaras.

Alí também se localizam alguns bares e restaurantes locais.

 

 

PRAIA DE INDAIAÚBA

Com uma larga faixa de areia branca, mar tranqüilo e azul e muitas pedras nos cantos, essa praia quase deserta tem acesso feito por barco.

Nesse lindo refúgio, há ainda uma pequena cachoeira a formar uma piscina natural.

 

 

PRAIA DE ITAGUAÇÚ

Foto: Ronald Kraag

 

Próxima à Vila, a praia tem início logo depois do Morro da Cruz, e da praia do Perequê. Com  300 metros de extensão, essa praia é rodeada por árvores e tem o mar calmo e azul.

No local há boa infraestrutura para visitantes e banhistas, com quiosques, bares e restaurantes, além da ciclovia beirando a orla.

 

 

PRAIA DE ITAQUANDUBA

Foto: Ronald Kraag

 

Esta praia, com apenas 200 metros de extensão, tem areias claras e finas, mar calmo e azul e coqueiros por sua orla.

Ao lado da estrada, é uma praia tranquila onde os principais frequentadores são moradores da Ilha, que costumam usá-la para jogar futebol de areia.

 

 

PRAIA DE JABAQUARA

Foto: Mattheus Almeida 

 

 

Entre a praia do Pacuíba e a da Fome, o Jabaquara é uma das praias mais lindas e preservadas da Ilha. É o último acesso por carro ao norte da ilha e o caminho passa por mirantes com vistas magníficas de 180 graus do litoral norte e Serra do Mar.

O acesso ao local pode ser feito de bicicleta, carro ou embarcação.

Com 500 metros de extensão, tem uma larga faixa de areia branca, cortada por dois riachos, um em cada extremidade, e mar azul turquesa. O rio que deságua no lado direito forma uma linda lagoa de água doce.

Na praia, além de bares, há algumas casas de caiçaras e coqueiros por sua orla.

 

 

PRAIA DE PEQUEÁ

Foto: Ronald Kraag

 

Próxima ao Centro, esta é uma praia repleta de árvores, com mar azul e calmo e areias claras. Ótima opção para praticar esportes como velejar, a praia também possui acesso fácil e uma boa infraestrutura, com alguns quiosques e bares.

 

 

PRAIA DE SANTA TEREZA

Foto: Emerson Soledade

 

Ao lado do centro da cidade de Ilhabela, com muitas árvores por toda sua orla, a Praia de Santa Tereza é tranquila e também visitada por turistas.

O local é muito frequentada por pescadores, que atracam seus barcos no mar calmo e comercializam peixes no mercado local, ali também está localizada a sede da Associação dos Pescadores Artesanais de Ilhabela.

O píer dos pescadores e as embarcações ancoradas mesclam barcos de pesca locais e de passeio, formando este charmoso cenário.

 

 

PRAIA DO BONETE

Foto: Ronald Kraag

 

Considerada pelo respeitado jornal britânico ‘The Guardian’ uma das dez praias mais bonitas do Brasil, esta praia de areias claras e mar agitado é habitada pela maior comunidade tradicional caiçara do município.

Localizada ao sul da ilha, é preciso seguir uma trilha de  12 km de extensão partindo da Ponta de Sepituba  passando pelo Parque Estadual de Ilhabela e atravessando três cachoeiras com águas cristalinas – caminhada que dura de 4 a 5 horas.

Outra maneira de se chegar a essa praia é por mar, navegando em tradicionais canoas caiçaras ou barcos de passeio, contornando a ponta da Sepituba, no extremo sul da Ilha.

Nesta praia repleta de chapéus-de-sol, com mais de 600 metros de extensão, ondas que chegam até 3 m, fazem do local o paraíso dos surfistas.

 

 

PRAIA DO CURRAL

Foto: Emerson Soledade 

 

 

A cerca de 9 km ao sul da balsa e com mais de  500 metros de extensão, ela é a mais badalada da Ilha. Há bares e restaurantes espalhados por toda a praia, com banheiros, ducha de água doce e estacionamento. Na alta temporada, o som não para durante todo o dia.

Bom lugar para admirar o pôr-do-sol, a praia possui uma ampla área verde que serve de refúgio para aqueles que não querem ficar no sol.

No canto esquerdo da praia está localizada a Capela de Santa Cruz, com o acesso feito por uma escadaria que permite a contemplação da paisagem em um belvedere.

 

 

PRAIA DO ENGENHO D'ÁGUA

Foto: Ronald Kraag

 

Localizada a 5 quilômetros da balsa e bem próximo ao Centro Histórico, esta é uma das praias mais frequentadas por praticantes de esportes náuticos, em especial o iatismo. De fácil acesso, da estrada já se pode ver o mar.

Muito tranquila, a praia é uma ótima opção para a família. Com boa infraestrutura, possui estacionamento, chuveiro e bar. Uma escola de vela está instalada no local.

Em frente à praia, está localizada a Fazenda Engenho D’água, construída no século XVII e grande produtora de açúcar e aguardente na época.

Tombada pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico) em 1945, ainda guarda muitas características originais como os porões dos escravos, o que originou algumas lendas sobre o local.

 

 

PRAIA DO GATO

 

Foto: Markito 

 

Pequena, com 100 metros de areias grossas e enormes pedras que formam um verdadeiro labirinto, a Praia do Gato está localizada a leste da Ilha, entre o Saco do Eustáquio e a praia  dos Castelhanos, e a única forma de alcançá-la é através de uma trilha de 20 minutos que sai da ponta esquerda  dos  Castelhanos.

Pelo mar, não é possível desembarcar. Devido a enormes pedras submersas em toda sua imediação, é inviável até mesmo nadar até a praia.

Quando a maré está alta e o mar de ressaca, é impossível caminhar por ela: as ondas estouram violentamente entre as pedras.

Inúmeras conchas coloridas se misturam pela areia dessa praia de tombo, indicada para mergulho e pesca. A partir da praia, é possível escalar a "Pedra do Gato", que tem parte coberta pelo mar.

Destaque também para a cachoeira com o mesmo nome, uma das mais belas de Ilhabela.

 

 

PRAIA DO JULIÃO

Foto: Emerson Soledade

 

Ao sul da Ilha, entre a praia da Feiticeira e a praia Grande, a pequena e escondida praia do Julião, de areias finas e brancas, tem acesso por trilha de 300 metros a partir da estrada ou pela praia Grande através de um caminho nas pedras.

A 200 metros da areia, duas ilhotas de pedra são usadas como ninho por aves marinhas. O acesso ali é proibido para evitar que as aves abandonem seus ninhos, mas é possível mergulhar ao redor das pedras.

A localidade conta com infraestrutura de bar e restaurante para atender aos banhistas e visitantes.

 

 

PRAIA DO OSCAR

 

No sul de Ilhabela, a charmosa praia do Oscar está localizada 1,5 km depois da praia das Pedras Miúdas, em frente à Ilha das Cabras, e 1 quilômetro antes da praia da Feiticeira.

Trata-se de uma faixa de areia de cerca de 50 metros com uma enorme pedra bem no meio, à beira da estrada. Excelente para nadar e também pescar.

 

 

PRAIA DO PEREQUÊ

Foto: Ronald Kraag

 

A 5 quilômetros da Vila, a praia do Perequê está próxima dos principais comércios de Ilhabela e é totalmente avistada da avenida principal. Com ciclovia por toda sua orla é também a queridinha de praticantes do kitesurf e do windsurf.

Com muitos coqueiros, esta praia oferece várias opções de quiosques.

Com 820 metros de extensão e muitos coqueiros, esta praia oferece uma excelente infraestrutura com bares e restaurantes.

Ali pode-se ver o melhor pôr do sol da região central de Ilhabela.

 

 

PRAIA DO PINTO

 

Sombreada por coqueiros, flamboyants e chapéus-de-sol, a Praia do Pinto, uma das mais belas da Ilha, fica 10,5 quilômetros ao norte da balsa, entre a Pedra do Sino e a Armação.

Muito preservada por não poder ser vista da estrada, é possível acessá-la através da entrada de um condomínio numa trilha de 100 metros a partir da estrada.

Outra opção é parar o carro na praia da Armação e caminhar pela calçada sobre o costão que une as duas praias. Ali existe um píer excelente para mergulho.

Com 300 metros de extensão e uma larga faixa de areia branca e fina, é indicada para a prática de esportes náuticos e até para natação. Durante o dia, barracas vendem aperitivos.

 

 

PRAIA DO POÇO

De um lado dela, uma faixa de areia com mar azul; de outro, pedras com um poço de água límpida formam uma piscina natural. Assim é a praia do Poço, no lado norte da Ilha, antes da Ponta Grossa.

Com muitas árvores ao seu redor, é excelente para a prática do mergulho e da pesca. Acesso recomendado por barco.

 

 

PRAIA DO PORTINHO

Foto: Ronald Kraag

 

A charmosa Praia do Portinho está localizada ao sul da Ilha, a 4 km da balsa, entre a praia das Pedras Miúdas e a praia da Feiticeira.

Com 60 m de extensão, tem águas calmas cuja visibilidade pode chegar a  10 m, sendo um bom lugar para mergulho. Integrante do Santuário Ecológico da Ilha das Cabras, caça, pesca e coleta são proibidas no local.

Possui estacionamento e quiosques. Próxima a praia, há uma capela de Santo Antônio -- construída em 1938.

 

 

PRAIA DO SACO DA CAPELA

Foto: Reginaldo Pupo

 

Próxima a Vila, esta praia fica logo após o Pequeá e possui ótima infraestrutura ao turista, com quiosques, banheiros e chuveiros.

Com areias claras e mar tranquilo tem em seu cenário algumas embarcações atracadas, a ciclovia beirando a praia, além das belíssimas esculturas de aço do artista plástico local Gilmar Pinna.

 

 

PRAIA DO SACO DO EUSTÁQUIO

Foto: Markito

 

Localizada no leste de Ilhabela, o Saco do Eustáquio fica ao sul da praia de Guanxuma. Sua principal características são suas águas mais tranquilas e incrivelmente transparentes, considerada uma das mais cristalinas de toda a Ilha.

Com 150 metros de areias brancas, o local é abrigado do mar aberto pela Ponta da Cabeçuda, que separa o Eustáquio da Baía dos Castelhanos.

 

 

PRAIA DO VELOSO

Foto: Markito 

 

 

Esta é a última praia que pode ser alcançada de carro no lado sul da Ilha – embora a estrada pavimentada, por vezes beirando costões, continue até o Frades.

Com 200 metros de areias escuras e águas tranquilas, é mais frequentada pelos moradores da região e também por mergulhadores, pois é nesta costeira que se encontra o navio Aymoré, naufragado em 1920, com 4-18 metros de profundidade.

A entrada da praia fica a 300 metros depois da praia do Curral. No canto esquerdo, uma capelinha (Capela de Santa Cruz) domina o morro entre o Veloso e a praia do Curral.

 

 

PRAIA DO VIANA

Ao norte, a 9,5 quilômetros da balsa, a pequena e charmosa praia do Viana possui águas limpas e transparentes, areia branca e vários coqueiros em sua orla.

Com 100 metros de extensão, é uma praia sem ondas, depressões ou forte correnteza, o que a torna um roteiro ideal para famílias com crianças pequenas e pessoas da terceira idade.

O local conta com infraestrutura de bar e restaurante para banhistas e visitantes.

 

 

PRAIA GRANDE

Foto: Ronald Kraag

 

Distante cerca de 13 quilômetros da Vila, entre a Praia Julião e a praia do Curral, esta praia possui 500 metros de extensão.

Na praia, enfeitada por coqueiros, há boa infraestrutura, com quiosques, além de um calçadão com banquinhos, uma quadra poliesportiva e até uma capelinha, a Capela de São Benedito, construída com as pedras do Ilhote em frente à praia.

De tombo, sua areia é grossa e amarelada. Um pequeno rio deságua no mar, em sua ponta esquerda.

 

 

PRAIA MANSA

Como o próprio nome já diz, trata-se de uma praia de águas mansas. É acessada através de uma trilha de 20 minutos localizada no final da Praia de Castelhanos.

Muito pequena, tem apenas 50 metros de extensão e é cercada por coqueiros e árvores diversas.

Na praia, uma pequena comunidade de pescadores, vive da pesca e do cultivo de mandioca.

 

 

PRAIA VERMELHA

No lado leste de Ilhabela, a praia Vermelha fica na Baía dos Castelhanos, entre a Praia Mansa e a Praia da Figueira.

Com 300 metros de extensão e areias brancas e finas, é emoldurada por coqueiros.

Em sua ponta direita, um rio de água doce deságua, formando uma grande lagoa cercada de bambus. Suas águas passam entre pequenas pedras e alcançam o mar bem no canto da praia.

Barcos de pescadores também vivem por essa praia à sombra dos coqueiros.

No local vive uma comunidade tradicional caiçara.

 

 

PRAIAS PARA SURFAR

As praias mais procuradas pelos surfistas no arquipélago de Ilhabela são Castelhanos, Areado e Bonete.

Ao norte da Ilha, as ondas aparecem apenas quando há vento leste e mais de dois dias de ondulação no canal.

Castelhanos tem ondas perfeitas, que chegam a dois metros de altura.

Mas é no Canto Bravo, no Bonete, que o surfista consegue experimentar emoções em ondas de até 3 metros.

Já o Areado é para os esportistas corajosos e habilidosos, pois lá as ondas que podem chegar a 3 metros estouram nas pedras.

 

 

fonte: portal www.ilhabela.sp.gov.br